Os Pecados do Rei Saul

 

Saul, foi o primeiro rei de Israel e era descendente da tribo de Benjamim. Transcorria seu reinado muito bem. Firmou os seus direitos, ganhando a confiança do povo com o resultado das suas campanhas militares contra os inimigos de Israel (I Samuel 14:47-52), porém entrou em decadência ao cometer três pecados diante de que Deus, sendo que o último deles foi total abominação, que por conseqüência, levou-o à morte depois de Deus haver se afastado dele, vejamos então quais foram estes pecados:

 

a)    O primeiro pecado de Saul foi se arvorar como Sacerdote sobre Israel, usurpando temporariamente o cargo de Samuel, que era o Sacerdote e Profeta da parte de Deus sobre o povo. Saul não era Sacerdote. Estava a sete dias esperando pelo Sacerdote Samuel para a oferta do sacrifício, como Samuel demorava de chegar, não se conteve e ele mesmo ofereceu o sacrifício, veja o texto:

 

I Samuel 13:8-14

 

"Esperou, pois, sete dias, até o tempo que Samuel determinara; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo, deixando a Saul, se dispersava.

Então disse Saul: Trazei-me aqui um holocausto, e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto.

Mal tinha ele acabado de oferecer e holocausto, eis que Samuel chegou; e Saul lhe saiu ao encontro, para o saudar.

Então perguntou Samuel: Que fizeste? Respondeu Saul: Porquanto via que o povo, deixando-me, se dispersava, e que tu não vinhas no tempo determinado, e que os filisteus já se tinham ajuntado em Micmás, eu disse: Agora descerão os filisteus sobre mim a Gilgal, e ainda não aplaquei o Senhor. Assim me constrangi e ofereci o holocausto.

Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente; não guardaste o mandamento que o Senhor teu Deus te ordenou. O Senhor teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre; agora, porém, não subsistirá o teu reino; já tem o Senhor buscado para si um homem segundo o seu coração, e já o tem destinado para ser príncipe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou".

 

b)   O Segundo pecado ocorreu quando Israel guerreou contra os amalequitas. Saul desobedeceu a Deus, salvando o rei e o melhor do seu despojo, quando tinha ordenanças da parte de Deus para a destruição total de um povo que Deus abominava. Sendo por esse fato censurado por Samuel, que o avisou, então, que Deus o tinha rejeitado novamente. Veja:

 

I Samuel 15:10

 

"Então veio a palavra do Senhor a Samuel, dizendo: Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e clamou ao Senhor a noite toda.

 

c)   O terceiro e último pecado de Saul, foi consultar uma feiticeira (necromante, advinha), porque estava desesperado. Consultava a Deus, mas Deus não o respondia. Estava cercado pelos filisteus. Samuel estava morto. Neste desespero perdeu o equilibrio se é que ainda o tinha e cometeu a coisa mais horrenda pela qual Deus abominava veementemente, vejamos o texto a seguir nos diz:

 

I Samuel 28:11-20 (Versículo a versículo)

 

Saul tentando consultar um morto (Samuel).

Verso 11 - A mulher então lhe perguntou: Quem te farei subir? Respondeu ele: Faze-me subir Samuel.

 

Saul não vê ao tal de "Samuel". A vidente é que diz que está vendo a Samuel e teme a Saul, porque sabia que tanto Samuel como Sacerdote e Profeta do Deus vivo que abominava o ocultismo, feitiçarias etc, quanto o Rei Saul que notório rei do povo de Deus, na verdade a queria era matar. Veja que ela fala - "tu mesmo é Saul?. Em outras palavras seria como você que é Saul quer que eu faça isto?

 

Verso 12 - Vendo, pois, a mulher a Samuel, gritou em alta voz, e falou a Saul, dizendo: Por que me enganaste? pois tu mesmo és Saul.

 

                        Saul enganosamente em seu coração tranqüiliza a mulher como que a dizer: eu não sou mais aquele Saul que obedecia a Samuel e a Deus, estou confuso e desorientado. A mulher sente confiança e dize-lhe que está vendo um deus que sobe da terra. Veja:

 

Verso 13 - Ao que o rei lhe disse: Não temas; que é que vês? Então a mulher respondeu a Saul: Vejo um deus que vem subindo de dentro da terra.

 

No processo de engano e mentira que a Bíblia diz estar por traz das consultas e invocações aos mortos, Satanás, tem enganado a muitos milhares, desde o Éden, quando enganou a Eva, dizendo coisas que Deus não havia falado. Pois bem, diz ela (a vidente) que a pessoa era um ancião etc que tinha as características de Samuel. Veja bem. Saul nada havia visto e nada via. Só a mulher é que vê. Saul, então, entende em seu coração já perturbado pelo pecado, que a pessoa a quem a mulher diz vê, é Samuel. Saul, então, se dobra na terra em reverência a alguém que ele não vê.

 

Verso 14 - Perguntou-lhe ele: Como é a sua figura? E disse ela: Vem subindo um ancião, e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel, inclinou-se com o rosto em terra, e lhe fez reverência.

 

No verso a seguir, temos então o mesmo processo de diálogo que acontece nas sessões espíritas de nossos dias. Aliás, o espiritismo existe desde o Gênesis, e desde então Deus tem alertado para essa abominação. Saul, está simplesmente falando com um espírito que acha que é de Samuel, mas que na verdade não passa de um engano e uma tapeação do inimigo de Deus. E assume, que ele chamou (invocou o morto).

 

Verso 15 - Samuel disse a Saul: Por que me inquietaste, fazendo-me subir? Então disse Saul: Estou muito angustiado, porque os filisteus guerreiam contra mim, e Deus se tem desviado de mim, e já não me responde, nem por intermédio dos profetas nem por sonhos; por isso te chamei, para que me faças saber o que hei de fazer.

 

A resposta do espírito a Samuel é baseado no conhecimento que ele (espírito maligno) tinha da relação entre Deus, Samuel e Saul. Simplesmente se fez passar por Samuel. Igualmente ao conhecimento que os espíritos têm, quando se fazem passar nas sessões espíritas em nossos dias, imitando pessoas mortas, para parecer que se trata de verdade de alguém que morreu, mas está presente (o morto) e fala, sua voz, sua forma de se expressar, sua linguagem etc, citando coisas, experiências etc que só os parentes ou as pessoas íntimas que estão vivas tinham com o que jaz morto, tudo para enganar vidas que não buscam de Deus todo o conhecimento e obediência, por isso ficam por aí iguais a Saul, pecando diante de Deus. Veja o diálogo:

 

Verso 16 - Então disse Samuel: Por que, pois, me perguntas a mim, visto que o Senhor se tem desviado de ti, e se tem feito teu inimigo?

 

Verso 17 - O Senhor te fez como por meu intermédio te disse; pois o Senhor rasgou o reino da tua mão, e o deu ao teu próximo, a Davi.

 

No próximo versículo, fica evidente que Deus permitiu que isso acontecesse. Quero dizer que Saul foi se complicando cada vez mais. Então, Deus deixou que o inimigo o enganasse. Disse-lhe o espírito: - "...por isso o Senhor te fez hoje isto". Pergunta, isto o que? Ser enganado desta forma, chegando ao extremo de recorrer a feitiçaria. E, este espírito de engano, deixa Saul como se diz na gíria, mais doidão ainda, porque menciona o seu segundo pecado, cometido quando guerreou contra os amalequitas, o que o faria pensar  que realmente era Samuel (o morto) que estava ali.

 

Verso 18 - Porquanto não deste ouvidos à voz do Senhor, e não executaste e furor da sua ira contra Amaleque, por isso o Senhor te fez hoje isto.

 

No verso a seguir, Satanás, que se fazia passar por Samuel diz uma mentira, quando afirma que no dia seguinte Saul e seus filhos estariam com ele (Samuel morto) na eternidade. Ele diz tu e teus filhos estarão comigo. Impossível, Saul e seus filhos não foram para o mesmo lugar que Samuel, Profeta e Sacerdote. Samuel foi entregue a Deus por Ana, sua mãe, por promessa antes de seu nascimento. Samuel, morou na casa de Deus. Samuel  falava com Deus e o ouvia.  Totalmente impossível estarem juntos depois da morte.  Infelizmente, Saul, foi desobediente a Deus. Ele e seus filhos se perderam para sempre. E realmente morreu no dia seguinte. Desejou a morte e se matou e foi sim, para o lugar que Deus reserva para todos aqueles que aborrecem a verdade (Apocalipse 22:15, que diz: "Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira". 

 

Verso 19 - E o Senhor entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus. Amanhã tu e teus filhos estareis comigo, e o Senhor entregará o arraial de Israel na mão dos filisteus.

 

Vejamos a seguir, mais alguns versículos, em que Deus condena a invocação aos mortos. Portanto não poderia Deus contradizer-se a si mesmo. Condenando a consulta aos mortos e ao mesmo tempo, permitindo como no caso de Saul que realmente fosse Samuel. Na verdade não foi Samuel e nenhum morto volta de onde está, para dizer qualquer coisa a quem quer que seja. Seja em sonhos, visões, invocações, consultas etc.

 

Levítico 19:31

 

"Não vos voltareis para os que consultam os mortos nem para os feiticeiros; não os busqueis para não ficardes contaminados por eles. Eu sou o Senhor vosso Deus".

 

Levítico 20:6

 

"Quanto àquele que se voltar para os que consultam os mortos e para os feiticeiros, prostituindo-se após eles, porei o meu rosto contra aquele homem, e o extirparei do meio do seu povo".

 

Levítico 20:27

 

"O homem ou mulher que consultar os mortos ou for feiticeiro, certamente será morto. Serão apedrejados, e o seu sangue será sobre eles".

 

Existem muitos outros textos nos quais Deus abomina esta prática. A seguir, veremos alguns textos, em que a Bíblia nos afirma, que a pessoa depois de morta não volta mais para qualquer que seja o fim em nosso meio.

 

Salmo 146:4

 

"Sai-lhe o espírito, e ele volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos."

 

Isaías 26:14

 

"Os falecidos não tornarão a viver; os mortos não ressuscitarão; por isso os visitaste e destruíste, e fizeste perecer toda a sua memória."

 

Depois da morte segue-se o juízo.

 

Hebreus 9:27

 

"E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo,"

 

Portanto, Saul teve tudo para ser uma bênção nas mãos de Deus. Mas, precipitou-se no abismo de seu egoísmo. Desobedeceu três vezes a Deus e cometeu três pecados. Ofereceu sacrifícios indevidamente. Poupou a vida de Agague e trouxe o melhor dos despojos (I Samuel 15:9) e por fim consultou mortos.

 

Augusto Bello de Souza Filho

Bel em Teologia

VOLTAR