QUEM ERAM OS DISCIPULOS E OS APÓSTOLOS

Jesus escolheu doze de seus discípulos para serem seus apóstolos (Mateus 10:1-4; 11:1; 26:20; Marcos 3:13-19; Lucas 6:13-16) Após a morte e ressurreição de Jesus eles são onze até ser escolhido um substituto para Judas que o traiu e enforcou-se (Mateus 28:16) No livro de Apocalipse Jesus confirma-os como sendo doze na revelação a João – "O muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles estavam os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro" (Apocalipse 21:14). Veremos a seguir um resumo de quem foram estes homens, suas origens, seus nomes, como foi escolhido o substituto de Judas, outros discípulos e outros apóstolos além dos doze.

Simão, Pedro, Cefas

Também chamado Pedro (Mateus 10:1-4); (Mc 3:13-19); (Lucas 6:13-16). Era irmão de André e foi chamado quando pescava com seu irmão no mar da Galiléia (Mateus 4:18). Era pescador e natural de Betsaida. Jesus chamou Simão de Cefas e em alguns textos do Novo Testamento é mencionado apenas Cefas em vez de Simão ou Pedro "E o levou a Jesus. Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro) (João 1:42). Como vimos nessa declaração do Senhor, Pedro é tratado como filho de João, no sentido de discípulo ou seguidor de João Batista (João 1:35-42). O apóstolo Paulo preferiu mencionar em suas cartas sempre "Cefas" em vez de Simão ou Pedro ou Simão Pedro. (I Coríntios 1:12; 3:22; 9:5; 15:5; Gálatas 1:18; 2:9, 11, 14).

André

Irmão de Simão, chamado Pedro (Mat 10:1-4); (Lucas 6:13-16). Foi chamado por Jesus quando pescava com Simão no mar da Galiléia (Mateus 4:18). Era pescador e natural de Betsaida.

Tiago, Boanerges

Filho de Zebedeu e irmão de João (Mateus 10:1-4) e (Marcos 3:13-19). Foi chamado quando consertava as redes de pescar no mar da Galiléia juntamente com seu pai (Mateus 4:21). Era pescador. Em Marcos 3:17 está relatado que Jesus apelidou os filhos de Zebedeu por Boanerges que quer dizer filhos do trovão. "Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão.

João, Boanerges

Filho de Zebedeu e irmão de Tiago (Mateus 10:1-4) e (Marcos 3:13-19). Foi chamado Quando consertava as redes de pescar no mar da Galiléia juntamente com seu pai (Mateus 4:21). Era pescador. Em Marcos 3:17 está relatado que Jesus apelidou os filhos de Zebedeu por Boanerges que quer dizer filhos do trovão. "Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão.

Filipe, Felipe

Jesus partindo para a Galiléia encontrou a Felipe e convidou-lhe (João 1:43). Felipe era de Betsaida, cidade de André e Pedro

Bartolomeu

O Novo Testamento não diz quando Bartolomeu teve o primeiro encontro com Jesus. Seu nome aparece a primeira vez em Mateus 10:3.

Mateus

O publicano (Mateus 10:1-4). Era cobrador de impostos no Império Romano e estava na Coletoria quando Jesus o chamou dizendo vem e Segue-me (Mateus 9:9)..

Tomé, Dídimo

Também chamado "Dídimo" (João 11:16). Seu nome aparece a primeira vez em Mateus 10.3 – O Novo Testamento não relata quando foi chamado.

Tiago

Filho de Alfeu (Mateus 10:1-4); (Mc 3:13-19) e (Lucas 12:1-16). O Novo Testamento não relata quando foi chamado. Seu nome aparece a primeira vez em Mateus 10:3).

Simão

Nascido em Caná da Galiléia motivo pelo qual a maioria das traduçoes bíblicas o denomina "Simão Cananita" (Mateus 10:4), Chamado de Zelador (Lucas 6:15; Atos 1:13). O Novo Testamento não relata quando foi chamado. Seu nome aparece a primeira vez em Mateus 10:4.

Lebeu, Tadeu,

Judas

A Edição Revista e Corrigida da Editora Vida, menciona, "... e Lebeu apelidado Tadeu". (Mateus 10:3). Na mesma versão em Lucas 6:16 é mencionado como "...Judas, filho de Tiago". Já na Edição Revista e Atualizada da Editora Sociedade Bíblica do Brasil, menciona, "...e Tadeu". (Mateus 10:3). Na mesma versão é mencionado como "Judas", filho de Tiago (Luc 6:16). O Novo Testamento não relata quando foi chamado por Jesus. Seu nome aparece a primeira vez em Mateus 10:3. As versões bíblicas dão três nomes a esse discípulo. A maioria das versões bíblicas traduzem que ele é filho de Tiago, contudo a versão Ecumênica da Igreja Católica relata em Lucas 6-16 "... e Judas, irmão de Tiago". Tradução do Padre Antonio Pereira de Figueiredo. As traduções Evangélicas mencionadas Seguem a tradução de João Ferreira de Almeida. Já a tradução do Reverendo C. I. Scofield, publicada por Publicações Espanholas, menciona em Mateus 10:3 também "...Lebeu, por sobrenome Tadeu".

Judas

Judas Iscariotes "o que o traiu" (Mat 10:4); ...e Judas Iscariotes, aquele que o traiu (Marcos 3:19); ...Judas Iscariotes, que veio a ser o traidor (Luc 6:16).

Natanael e Bartolomeu seriam a mesma pessoa como querem alguns comentaristas?

Natanael

Felipe encontrou Natanael – fala-lhe à cerca de Jesus e leva-o até Ele. Ao vê-lo Jesus diz-lhe que é um verdadeiro israelita em quem não há dolo. E, confessa-lhe que o havia visto debaixo da figueira antes que Felipe o chamasse (João 1:45-51). Natanael é o primeiro discípulo a exclamar que Jesus é o Filho de Deus e o Rei de Israel. Natanael era de Caná da Galiléia.

Em Atos 1:13 Lucas relata todos os discípulos de Jesus que estavam em constante oração no Cenáculo. O nome de Natanael não aparece, como também não aparece o nome de Judas que o traiu e enforcou-se. Neste caso, Natanael foi um discipulo de Jesus, seu seguidor, mas não necessariamente tornou-se um dos doze apóstolos. Da mesma forma a relação dos doze que se acha em Mateus 10:2-4 não menciona a Natanael. É interessante notar que somente João fala desse encontro de Jesus e Natanael por meio de Felipe. Lucas 6:14-16 lista todos os discípulos e seu nome também não aparece. Em João 21:2 "Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos". Natanael está listado como um dos discípulos a quem Jesus se apresentou na sua terceira aparição após a ressurreição, segundo o evangelho de João. Esta é a última citação em que apareceu o nome de Natanael. Alguns Teólogos defendem que Natanael e Bartolomeu eram a mesma pessoa contudo não podemos afirmar categoricamente à luz do Novo Testamento. Portanto, toda e qualquer conclusão nessa direção não passará de suposição e hipótese. Três textos bíblicos citam o nome de Bartolomeu sempre junto com o de Felipe ligados pela conjunção "e" que pode indicar o relacionamento de amizade que já devia existir entre os dois antes mesmo de serem discípulos. Estes textos reforçam a idéia de que Bartolomeu e Natanael sejam a mesma pessoa. (Mateus 10:3; Marcos 3:18; Lucas 6:14) Todos os Sinóticos dão a mesma associação. No Evangelho de João não temos uma relação completa dos doze apóstolos. Em João 21:2, está mencionado os nomes de cinco apóstolos e omitido o de dois. Essa associação de Felipe e Bartolomeu, no caso seria Felipe e Natanael não aparece. Se Felipe era um dos outros dois que não foram citados os nomes é de se estranhar, porque João foi o único que mencionou o encontro belíssimo entre Felipe, Natanael e Jesus e não faz muito sentido admitir-se a despretensão de João de esquecer de mencionar um discípulo que ele tanto destacou no encontro de Natanael com Jesus. Se Felipe fosse um dos dois com certeza João o teria citado. Em Atos 1:13 onde estão listados os nomes de todos os apóstolos estes dois nomes não guardam esta aproximação, desvinculando esta idéia. Outro argumento contra a idéia de ser a mesma pessoa é que nos Sinóticos e mesmo em João sempre foi destacado ou assinalado quando o discípulo tinha mais de um nome ou era mencionado a sua naturalidade ou de quem era filho ou irmão. Porque no caso de Bartolomeu nas três vezes que foi citado nos sinóticos não aparece nenhum outro nome sendo atribuído a ele (Bartolomeu), como nos casos de Tomé (Dídimo), Judas (Tadeu, Lebeu), Simão (Pedro), Tiago e João (Boanerges), João e Tiago (Filho de Zebedeu), André (irmão de Simão), João (irmão de Tiago e vice-versa), Mateus (o Publicano), Tiago (filho de Alfeu), Simão (Cananita), Judas (Iscariotes) Felipe (...de Betsaida) etc. Porque então, não encontramos outro nome para Bartolomeu que no caso seria Natanael. Não é prudente afirmar-se que eram a mesma pessoa. Praticamente estão citados todos os outros nomes que de alguma forma identificavam os apóstolos. João diz que Natanael era de Caná e nenhum dos Sinóticos diz de onde era Bartolomeu. Porque os três Sinóticos chamam-no de Bartolomeu e João que foi discípulo do início ao fim do ministério de Jesus, gozando da comunhão e conhecendo todo o grupo o chamaria ou o denominaria de Natanael aos invés de Bartolomeu, ao contrário dos demais escritores dos evangelhos; não faz sentido.

Prefiro manter reservas quanto a endossar os argumentos de que eram a mesma pessoa. Muitos discípulos de Jesus não foram selecionados para compor o seu apostolado é possível que Natanael fazia parte deste grupo.

Outros discípulos mencionados no Novo Testamento

Justo e Matias

Na escolha do substituto de Judas Iscariotes que traiu a Jesus e enforcou-se (Mateus 27:5; Atos 1:18-20). Os apóstolos lançaram sortes entre dois seguidores de Jesus desde o seu batismo no Rio Jordão, por João até a sua ascenção aos céus (Atos 1:21-22). Este era um pré-requisito para tornar-se apóstolo. Conhecer o ministério de Jesus desde o seu batismo. Assim, decidiriam entre José, chamado Barsabás, que tinha por sobrenome o Justo, e Matias (Atos 1:23). Tendo sido escolhido Matias (Atos 1:26). Os nomes destes discípulos apareceram pela primeira e última vez neste texto de Atos.

Andrônico

Saudai a Andrônico e a Júnias, meus parentes e meus companheiros de prisão, os Quais são bem conceituados entre os apóstolos, e que estavam em Cristo antes de mim (Romanos 16:7).

Junias

Saudai a Andrônico e a Júnias, meus parentes e meus companheiros de prisão, os Quais são bem conceituados entre os apóstolos, e que estavam em Cristo antes de mim (Romanos 16:7).

Outros discípulos

Lucas 6:17 "E Jesus, descendo com eles, parou num lugar plano, onde havia não só grande número de seus discípulos, mas também grande multidão do povo, de toda a Judéia e Jerusalém, e do litoral de Tiro e de Sidom, que tinham vindo para ouvi-lo e serem curados das suas doenças". Muitos discípulos abandonaram a Jesus "Por causa disso muitos dos seus discípulos voltaram para trás e não andaram mais com ele." (João 6:66). "Depois disso designou o Senhor outros setenta, e os enviou adiante de si, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir (Lucas 10:1; 17,

Os Setenta

"Depois disso designou o Senhor outros setenta, e os enviou adiante de si, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir (Lucas 10:1; 17,

Outros Apóstolos

Paulo

O apóstolo Paulo tem um encontro com o Senhor na estrada de Damasco ao ver uma luz do céu que o atirou por terra (Atos 9:3). Em seguida ouvia uma voz que dizia Saulo, Saulo, por que me persegues? (Atos 9:4). Saulo perguntou quem és tu Senhor? E este lhe respondeu eu sou Jesus a quem tu persegues (Atos 9:5). Jesus orienta Saulo dizendo que ao entrar em Damasco lhe seria dito o que devia fazer. Jesus. Em seguida Ananias que era um dos servos do Senhor que estava em Damasco foi orientado para ir de encontro a Saulo que estava em oração (Atos 9:10-12). Jesus declara a Ananias que Saulo é um instrumento escolhido para levar o seu nome perante os gentios e reis, bem como perantes os filhos de Israel. (Atos 9:15). A partir do encontro com Ananias, Paulo é batizado e inicia seu ministério (Atos 9:22). Paulo mesmo testificava de seu apostolado (Romanos 1:1; 11:13; I Coríntios 1:1; 1:9; 4:9; 9:1-2; II Coríntios 1:1; 11:5; 12:11; Galátas 1:1; Efésios 1:1; Colossenses 1:1; I Tessalonicenses 2:6; I Timóteo 1:1; 2:7; II Timóteo 1:1, 11; Tito 1:1).

Barnabé

Em Atos 13:1, Lucas menciona que Barnabé é profeta e mestre juntamente a outros integrantes na Igreja de Antioquia. O Espírito Santo fala a Igreja de Antioquia e revela-lhe que separe a Saulo e a Barnabé para a obra que Deus os havia chamado. Barnabé tem então um chamado especial que nesse momento se equipara ao de Saulo. Barnabé é investido também do apostolado de Cristo. Fala ousadamente junto a Paulo (Atos 13:46). Os dois são perseguidos (Atos 13:50). São denominados aclamados deuses (Atos 14:12). Lucas menciona pela primeira vez que Barnabé é um apóstolo juntamente a Paulo (Atos 14:14). Todo o livro de Atos está recheado do ministério de Paulo e Barnabé conjuntamente. Em I Coríntios 9:1 Paulo menciona Barnabé como se continuasse com ele no ministério. Bem como em Gálatas 2:1, 9, 13.

Tiago

Tiago, irmão de Jesus é mencionado pelo apóstolo Paulo como um dos apóstolos de Jesus "Mas não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor (Gálatas 1:19).

Augusto Bello de Souza Filho
Bel. em Teologia

VOLTAR